Viviane de Santana Paulo
Estrangeiro de mim
Contos

1. Aufl. 2005. 128 S. DIN A5. Broschur
EURO 9,95 (unverbindliche Preisempfehlung)
ISBN 978-3-89796-152-4

Exklusiv über den Gardez! Verlag erhältlich.


Frau Rezewitze se irritava um pouco com os atrasos, com a ataraxia da estrangeira. Lucinda também era assim, parecia ausente e não entender tudo o que ela falava, embora soubesse perfeitamente o alemão, era distraída e alegre como se não houvesse no mundo nenhum motivo para preocupações latentes, dona de uma serenidade atávica, incompreensível para a anciã carregada de história e guerra nas costas, de culpa e complexos nos joelhos. Mas não passava de uma irritação momentânea, logo depois do rápido cochilo de meia hora, ficava contente com a perspectiva da hora do chá. Sobretudo na primavera, quando o sol da tarde ajudava a diminuir a velocidade dos ponteiros no relógio de corda antigo, pendurado na parede da sala, perto da estante, que sempre batia as badaladas, soando as horas tardias em todo o interior da casa. O relógio pertencera ao avô e tinha custado uma fortuna para ser restaurado, pois fora destruído pelas bombas.
A peruana conhecia esta intolerância dos alemães, foi a primeira coisa que lhe chamou atenção, a inflexibilidade, o nervosismo, a falta de fantasia, como se tivessem todo o tempo do mundo para esconderem deles mesmos a alegria de viver. Sabia que a patroa não gostava dos atrasos propositais, mas não queria ser como eles, simplesmente não passava pela cabeça ser como eles.

Viviane de Santana Paulo ist auch Autorin des Gedicht-Bandes
"Passeio ao longo do Reno"